Data de Fundação: 20 de Janeiro de 1758

258 anos de história!

Em Santo Antônio do Monte...


População: 27.752 (IBGE 2015)
Taxa de crescimento anual estimada: 2,0% (IBGE)
População masculina: 13.205 = 50,81% (IBGE 2010)
População feminina: 12.784 = 49,19% (IBGE 2010)
População Urbana: 22.205 = 85,44% (IBGE 2010)
População Rural: 3.784 = 14,56% (IBGE 2010)
Número de Eleitores: 17.438 (TSE - Novembro/2009)
IDH: 0,779 médio (Fonte PNDU 2000 Brasil)
IDHM: 0,724 médio (Fonte ONU 2013)
PIB: R$ 176.976.000 (IBGE 2005)
Renda per capita: R$ 6.575,00 (IBGE 2005)
Localização: região centro-oeste de Minas Gerais
Área: 1.125,78 km² (IBGE 2015)
Densidade demográfica: 23,07 hab/km² (IBGE 2015)
Altitude: 1.052 m
Fuso horário: UTC-3
Latitude: -20° 05' 14''
Longitude: 45° 17' 37''

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Padre Paulo Michla


Peter Paul Michla, cônego, que ficou conhecido como Padre Paulo, nasceu na cidade de Klausberg O.S., em 29 de Junho de 1911, sendo filho de Augusto e Maria Michla. Supostamente, a cidade de Klausberg localiza-se em território alemão. Entretanto, a certidão de nascimento de Peter Paul Michla continha um carimbo e selo da Tchecoslováquia. Aqui vale dizer que a extinta Tchecoslováquia foi criada somente em 1918 a partir da junção de territórios da Áustria e da Hungria. Esse país, em 01 de Janeiro de 1993, separou-se pacificamente em dois novos países, a Eslováquia e a República Tcheca.

Existe uma localidade denominada Klausberg no distrito alemão-prussiano de Landkreis Beuthen-Tarnowitz. Por outro lado, a cidade de Zabrze, que fica na Alta Silésia, no sul da Polônia, faz limites com uma localidade chamada Klausberg.

Na Baviera (Bayern) há uma localidade também denominada Klausberg, a qual está situada no Naturpark Frankische Schweiz-Veldensteiner Forst, próxima à rodovia E51, bem perto de Plech. Este parque natural fica nas proximidades de Nuremberg, entre esta cidade e a cidade de Bayreuth. Um mapa datado de 1911 mostra esta região como pertencente à Baviera, ou seja, ao então território alemão, e também próximo ao que seria futuramente a Tchecoslováquia. E, atualmente, esta localidade fica numa região próxima à República Tcheca. Esta localidade fica a cerca de quarenta quilômetros tanto de Bayeruth quanto de Nuremberg. Assim, parece ser esta localidade a que foi o local de nascimento de Padre Paulo.

Peter Paul formou-se em Teologia aos trinta e seis anos de idade pela Universidade de Dillingen em 17 de Fevereiro de 1938. Esta universidade foi fundada em 1549 pelo Cardeal Otto Truchsess Von Waldburg, Príncipe-bispo de Augsburg entre 1543 e 1573. Também é chamada de Dillingen an der Donau.

Em 06 de Julho de 1938, Peter solicitou ao Consulado do Brasil em Berlim um visto para sua entrada no Brasil, o qual foi devidamente aprovado. Em outubro daquele mesmo ano, ele estava chegando ao Rio de Janeiro e, em dezembro, chegou a Minas Gerais. Sua ordenação sacerdotal se deu na Catedral de Luz no dia 31 de Dezembro de 1939, tendo sido realizada pelo então bispo diocesano Dom Manoel Nunes Coelho. Inicialmente, foi nomeado vigário de Carmo do Paranaíba e, mais tarde, foi transferido para Bom Despacho e Moema. Em fins de 1942, ele veio para Santo Antônio do Monte, onde assumiu como vigário paroquial em 01 de Janeiro de 1943.

Um dos primeiros atos de Peter, já então sendo chamado de Padre Paulo, foi criar a Congregação Mariana, o que se deu em 28 de Março de 1943. Essa congregação tinha por objetivo a divulgação de Nossa Senhora e, por esta razão, entre outras coisas, realizou várias romarias para Aparecida, em São Paulo. Essas romarias eram realizadas em locomotivas e, a partir da análise de fotos, constata-se que os trens partiam da estação de Santo Antônio do Monte lotados. Em Julho de 1955, o Padre Paulo levou diversos santoantonienses ao Rio de Janeiro, então capital da república, para participarem do “XXXVI Congresso Eucarístico Internacional do Rio de Janeiro”.

Em Santo Antônio do Monte, o Padre Paulo fundou a Santa Casa de Misericórdia, o Colégio Doutor Álvaro Brandão, o Colégio Corália Brandão, este último já extinto. Fundou também um jardim de infância e um colégio para os mais carentes.

A Santa Casa de Misericórdia foi inaugurada em Janeiro de 1954, tendo sido construída a partir de donativos tanto de estrangeiros quanto dos habitantes da cidade. Seu primeiro médico foi Wilmar de Oliveira que, inicialmente, residiu com sua esposa na casa paroquial.

Em 1954, aconteceu a visita pastoral do então bispo diocesano Dom Manoel a Santo Antônio do Monte, durante a peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Fátima. Na ocasião, foram realizadas grandes procissões, sendo que numa delas a imagem foi conduzida em procissão saindo da igreja matriz até a sede da recém fundada Escola Senhora de Fátima, passando pela “Rua Nova”, a atual Avenida Magalhães Pinto. Naquele mesmo ano, em 12 de novembro, o Papa Pio XII concedeu o título de Basílica Menor ao santuário de Fátima, em Portugal, no breve “Luce Superna”.

O Ginásio Estadual Doutor Álvaro Brandão foi fundado, através de uma parceria com o governo do estado, em 15 de Dezembro de 1965, tendo iniciado suas atividades no ano seguinte com um total de 293 alunos. Inicialmente, funcionou na antiga Casa Paroquial e, somente alguns anos depois, o Padre Paulo construiu a sede definitiva da escola com donativos estrangeiros. A antiga casa paroquial ficava situada na Rua Benjamin Constant, no centro e, em meados da primeira década do século XXI, foi demolida. Já então não pertencia mais à paróquia. Esta escola mantinha, inicialmente, o ensino de quinta à oitava séries do primeiro grau. Posteriormente também passou a oferecer o ensino de segundo grau. Padre Paulo dirigiu esta escola desde sua fundação até 1980.

A construção do Ginásio Estadual de Pedra do Indaiá também se deve à iniciativa de Padre Paulo.

O Colégio Corália Brandão foi fundado em 03 de Novembro de 1970, tendo sido fruto de convênio entre a prefeitura de Santo Antônio do Monte e o governo de Minas Gerais. Inicialmente também chamava-se “Colégio Profissionalizante de 2º Grau Doutor Álvaro Brandão” e, somente em 1978, passou a se chamar Colégio Corália Brandão. As atividades foram iniciadas em 15 de Março de 1971 com 53 alunos e, no começo dos anos 80, foram encerradas. Durante o tempo em que esteve funcionando, a direção também foi exercida por Padre Paulo.

Em 1976, Padre Paulo fundou a escola infantil “Jardim de Infância Maria Michla”, a qual funcionou até meados dos anos 80, quando foi extinta, nas dependências da sede de uma loja maçônica.

Fundou ainda um asilo para idosos carentes e, entre os anos de 1964 a 1970, manteve a Casa da Criança, que foi uma instituição que acolhia e abrigava crianças enviadas de Belo Horizonte pela FEBEM - Fundação Estadual de Bem-Estar do Menor.

Em 1957, o Padre Paulo levou para Santo Antônio do Monte o primeiro aparelho de TV, sendo então iniciada a obra de construção da torre de retransmissão. Porém, somente cinco mais tarde, em 1962, esta seria inaugurada.

Em 14 de Agosto de 1961, Padre Paulo deixou de ser o pároco de Santo Antônio do Monte, passando a dedicar-se exclusivamente às obras sociais e educacionais que mantinha. Durante toda sua vida em Santo Antônio do Monte, ele manteve estreitos relacionamentos com autoridades políticas tanto a nível municipal quanto estadual, o que lhe possibilitava manter em funcionamento suas diversas obras sociais e educacionais.

Escreveu muito sobre Nossa Senhora, sendo que seus escritos foram enviados a um bispado da Alemanha. Sua devoção a Maria Santíssima era fervorosa e o zelo para com a mesma mostrou-se intenso durante toda a sua vida. Talvez tenha sido por essa razão que ele proibira os festejos do reinado, isto é, congadas, durante o tempo em que esteve em Santo Antônio do Monte. As celebrações do reinado, mesmo tendo sido regulamentadas havia alguns anos antes pelo Monsenhor Otaviano, normalmente eram palco de exageros no que se referia a bebidas, danças e cantorias que nada tinham a ver com a doutrina católica. De uma maneira geral, não só em Santo Antônio do Monte como também em vários outros lugares, as festividades de congadas possuem caráter muito mais folclórico e popular, ou seja, profano, do que religioso propriamente dito.

Ao viajar à Alemanha em fevereiro de 1980, época em que uma irmã sua havia falecido, o cônego também veio a falecer, no dia 03 de Março de 1980. Seu corpo foi sepultado em Wolfenbüttel, capital do distrito de mesmo nome do estado da Baixa Saxônia. Wolfenbüttel fica a cerca de 80 quilômetros a sudeste de Hannover. Hannover é a capital do estado da Baixa Saxônia, ou Niedersachsen, em alemão.

Não há dúvidas de que o Padre Paulo tenha sido um grande empreendedor nos campos sociais e educacionais durante todo o tempo em que esteve em Santo Antônio do Monte. Suas iniciativas, com a fundação do hospital, das escolas e creches, foram decisivas para o desenvolvimento da cidade. Numa época em que o país dava seus primeiros passos rumo à industrialização e à rápida urbanização, os empreendimentos de Padre Paulo constituíam a base para que a cidade pudesse acompanhar os novos tempos. Para o Padre Paulo, a educação e o bem-estar social eram fundamentais para a pessoa viver dignamente. Suas obras são o testemunho desta maneira de pensar que, muito mais do que apenas pensar, tornaram-se concretas e trouxeram benefícios aos moradores de Santo Antônio do Monte.

Na memória das pessoas que conheceram e conviveram com o Padre Paulo, permanecem registrados fatos cotidianos que deixam transparecer sua personalidade. Para uns, ele foi uma pessoa extremamente severa; por outro lado, pessoas que conviveram mais intimamente com ele dizem ter sido severo sim, mas não difícil de conviver. Pode-se afirmar, então, que foi uma pessoa determinada, que acreditava em suas idéias e por elas lutava até o fim.

Atualmente, há em Santo Antônio do Monte uma escola de ensino fundamental e uma rua que receberam o nome de Padre Paulo. A escola está localizada no bairro São José e a rua localiza-se no bairro Senhora de Fátima.

Referências bibliográficas:

MORAES, Dilma. Santo Antônio do Monte: doces namoradas, políticos famosos. Belo Horizonte: Minas Gráfica Editora, 1983.

SILVA, Daniel Rodrigues da. Acervo fotográfico. Santo Antônio do Monte: 200?.

http://www.teleon.com.br/~michla/o_nome_michla.htm

http://www.biblioteca.pucminas.br/teses/Educacao_MeloPE_1.pdf

http://oce.catholic.com/oce/browse-page-scans.php?id=477ed4b8a7c14bc6a02c0498e339d645

http://www.catholic.org/encyclopedia/view.php?id=3867

http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/speeches/1955/index_po.htm

http://www.pbase.com/image/30902190

http://www.fatima.pt/portal/index.php?id=1311


Nilson Antônio da Silva

Um comentário:

  1. Nossa, meus avós contam que esse padre Paulo era muito carrasco que qualquer coisinha ele chingava mesmo minha avó me disse que uma vez tinha confições na Igreja Matriz de Santo Antônio do Monte, onde tal residia na época ela tinha pegado a fila do confessionário do Padre Paulo e depois de apresenciar um fato que aconteceu com sua prima que estava pouco a sua frente ela até saiu da fila do Padre Paulo para outro padre, pois sua prima tomou um tradicional tropicão e o Padre Paulo todo grosseiro a perguntou se ela não estava enxergando o chão não.

    È esse PE. Paulo era muito carrasco mesmo.

    ResponderExcluir